Arquivo Bienal Banco de Dados
Fundo Fundação Bienal de São Paulo
id: BSP
Datas
Data Inicial: 1962
Gênero documental
Textual;Iconográfico;Filmográfico;Sonoro
Dimensão
Tipo de material mensurado: documentos textuais
Tipo de dimensão: metros lineares
Valor da dimensão: 195
Tipo de material mensurado: documentos iconográficos
Tipo de dimensão: número de documentos
Valor da dimensão: 147000
Tipo de material mensurado: documentos audiovisuais
Tipo de dimensão: número de documentos
Valor da dimensão: 5000
Tipo de material mensurado: documentos sonoros
Tipo de dimensão: número de documentos
Valor da dimensão: 1000
Tipo de material mensurado: cartaz
Tipo de dimensão: número de documentos
Valor da dimensão: 1022
História administrativa / biografia
Com o crescimento das Bienais de São Paulo, a partir da sua sexta edição, iniciam-se as discussões para sua separação do Museu de Arte Moderna (MAM-SP) e criação de uma entidade autônoma. Em 1961, Mário Pedrosa, então secretário do Conselho Nacional de Cultura, começa a redigir um anteprojeto que visava tornar a Bienal uma fundação, na intenção de desvincular as verbas destinadas às duas instituições. A separação é formalizada em 8 de maio de 1962, quando é criada a Fundação Bienal de São Paulo, por iniciativa de Francisco Matarazzo Sobrinho. Ao longo dos anos a Fundação Bienal se ocupará de diversos eventos, além da Bienal de São Paulo, envolvendo-se na realização de diversas mostras de arte nacional e latino-americana, de arquitetura, do livro, entre outras. É também da Fundação a tarefa de idealizar e produzir as representações brasileiras na Bienal de Veneza de arte e de arquitetura, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Cultura.
História arquivística
Os documentos deste fundo acumularam-se nas dependências da sede da Fundação sem nenhum tratamento até 1984, quando se iniciou o tratamento do então chamado “arquivo morto”. Durante cinco anos de trabalho, no entanto, apenas a documentação referente às cinco primeiras Bienais (Fundo MAM) foi organizada. Em 1998 o acervo do arquivo foi transferido do andar térreo do pavilhão para o segundo andar, onde permanece até hoje. Com a celebração dos cinquenta anos da Bienal de São Paulo, entre 2000 e 2001, uma nova etapa de organização e identificação da documentação textual produziu um inventário relativo às dez primeiras Bienais de São Paulo. Entre 2007 e 2008, os diapositivos e negativos flexíveis e de vidro foram organizados, higienizados, catalogados em base de dados e parcialmente digitalizados. Em 2013, uma parcela da documentação audiovisual em suporte magnéticos foi digitalizada. Entre junho de 2014 e janeiro de 2015, foi realizado um diagnóstico da documentação textual em suporte papel, a partir do qual foi elaborado um plano de classificação. A documentação textual em suportes eletrônicos ainda não foi avaliada. Desde 2015 está em andamento um inventário da documentação textual, iconográfica e audiovisual.
Âmbito e conteúdo
Documentação proveniente das atividades desenvolvidas pela organização dos eventos Bienais (de Arte, de Arquitetura e do Livro) e demais eventos e ações realizadas pela Fundação Bienal. Inclui documentação referente à organização interna da Fundação, relações institucionais, gestão de recursos econômicos, humanos, materiais e patrimônio, organização das exposições e demais eventos, divulgação e repercussão (clippings), ações educativas, acervos e tecnologias.
Incorporações
Trata-se de um fundo aberto que prevê incorporações.
Sistema de arranjo
A documentação tratada está descrita em diferentes níveis, parte por conjunto documental (documentação textual, em processamento), parte por item documental (documentação iconográfica e audiovisual, em processamento) utilizando-se plano de classificação funcional composto por grupos e subgrupos: Grupo: Gestão Institucional; Subgrupos: Direção, Organização Interna, Relações Jurídicas, Divulgação/Repercussão, Relações Institucionais, Comunicação e Análise de Público; Grupo: Gestão de Evento; Subgrupos: Planejamento, Seleção/Inscrição, Transporte/Hospedagem, Movimentação de Obra, Produção e Distribuição de Material Informativo, Montagem/Desmontagem de Exposição, Solenidade, Ação Educativa, Premiação; Grupo: Gestão Econômica; Subgrupos: Planejamento e Controle Orçamentário, Captação de Recursos, Fluxo de Caixa, Contabilidade; Grupo: Gestão de Material e Patrimônio; Subgrupos: Manutenção/Conservação do Edifício e dos Equipamentos, Controle de Material de Consumo, Controle de Bens Patrimoniais, Segurança; Grupo: Gestão de Recursos Humanos; Subgrupos: Admissão/Demissão, Treinamento/Aperfeiçoamento/Integração, Controle de Frequência, Pagamento, Negociação Trabalhista; Grupo: Gestão de Dados, Informações e Documentos; Subgrupos: Organização de Acervo, Informatização, Reprografia.
Entidades relacionadas